O tempo passa, e um dia a gente aprende...

Posted on 00:30




Engraçado... A mais ou menos um ano atrás eu comecei esse blog com um “desabafo”, uma saudade e uma dor que tomavam conta de mim, e agora é tão diferente! A dor, a dúvida, a saudade se tornaram coisas boas, sentimentos de paz, se é pra lembrar eu lembro sorrindo e apenas das coisas boas.

Acho que nenhum de nós lida bem com perdas, pensamos que todos que amamos são eternos e tal, e olha que eu nem era tão criança, mas eu não soube entender que tudo tem sua hora, e que nem sempre essa é a nossa hora certa. Às vezes eu acho que fui egoísta, essa história de “fulano foi para um lugar melhor” é verdade? Se for, então eu realmente fui muito egoísta em chorar e implorar pela volta de alguém que estava em um lugar TÃO melhor que aqui.

O tempo vai passando e vamos percebendo que independente da presença física, sentimos quem amamos por perto, em momentos bons, mas em momentos ruins também... Sabe quando você ta angustiado e alguma coisa não ta dando certo? Tem gente que apela pra santo, pra sei lá quem... Eu apelo pra quem realmente me amava e faria tudo por mim. Bizarrices? Pois é, jogo de futebol eliminatório, me fazem um pênalti... (Olha, o momento do pênalti é algo indescritível, adrenalina, medo, vontade, competitividade... Tudo junto!) A primeira coisa que fiz foi olhar pra cima e falar: “meee ajuuda, por favor, eu preciso acertar”, se foi ou não competência minha eu não sei, mas a bola foi no ângulo e passamos para a final. Hehehehe.

Sonhos, eu acredito neles... Acredito que muitas vezes o que sonhamos pode acontecer, as vezes sonhamos com algo que pensamos ou queremos muito, mesmo que seja um abraço! Por incrível que parece, logo depois do ocorrido eu sonhei com ele e FUGI dele no sonho, saí gritando e chorando enquanto ele abria os braços e dizia que me amava, acordei assustada e passei meses sem sonhar com ele, mas depois de muito tempo eu sonho novamente, dessa vez eu corri e o abracei muito forte, acordei com uma paz, com uma alegria inigualável, e posso garantir... Eu estive com ele, acreditem ou não.

Acho que meu maior medo era esquecer as pequenas coisas, a risada, o cheiro, o abraço, o sorriso, as brincadeiras, o carinho... Mas eu sei que isso é impossível de esquecer, porque quando realmente amamos com o coração as pessoas, tudo que elas fazem por nós fica guardado, melhor, em um lugar de onde ninguém pode tirar, são lembranças só nossas.

Então a cada dia que eu acordo eu desejo amar cada vez mais e mais cada pessoa que cruzar meu caminho e me trouxer felicidade, com perdas repentinas aprendemos o valor que tem um gesto, um carinho e o verdadeiro sentimento!

Um dia acontece... A gente tem que crescer ;D

A saudade sempre vai estar aqui, mas eu sei que ele está sempre comigo, aonde eu for, apoiando minhas decisões. E vou cumprir o que prometi, vou dar muito orgulho pra ele, mesmo estando longe!

1 Response to "O tempo passa, e um dia a gente aprende..."

Lá Cristina Says:

É, irmã... crescer faz parte e as perdas por mais que sejam extremamente dolorosas sempre contribuem para o crescimento.
Te amo... pra sempre!

Postar um comentário